terça-feira , 12 dezembro 2017
Capa » Antipatia 2º Candomblé

Antipatia 2º Candomblé

A antipatia do ponto de vista do Candomblé

O ser humano é constituído de quatro corpos: Físico, mental, emocional e espiritual. Vou relatar aqui meus conhecimentos sobre o corpo espiritual do ser humano, sob o ponto de vista do candomblé, seita da qual sou sacerdote.

No decorrer da minha trajetória, após 18 anos prestando atendimento há inúmeras pessoas através do oráculo de búzios, percebi que cada pessoa possui um sistema vibracional diferente.

No momento em que um recém-nascido respira pela primeira vez, toda dinâmica vibracional do universo se liga ao seu corpo, físico, mental, emocional e espiritual.

Forma-se neste instante, todo um sistema de vibrações astrais e numerologias que é único para cada indivíduo. Nesta hora, a pessoa tem traçado o seu Odu termo que, no Candomblé, significa caminho ou destino.

É fundamental que o sacerdote ou o profissional que realiza este tipo de tratamento, também tenha um trabalho de desenvolvimento pessoal, pois seu desenvolvimento espiritual e psiquíco auxiliarão o paciente. Quando desenvolvemos nossa espiritualidade passamos a perceber nossa responsabilidade sobre as situações de nossa vida e deixamos de culpar o próximo por nossos problemas, conquistando mais autonomia perante nossa trajetória.

Antipatia

Nosso planeta terra gira. Assim como as estrelas, o sol, a lua e toda a atmosfera se movimentam, nós seres humanos temos o mesmo sistema de funcionamento. Assim como nosso sistema imunológico e linfático, tudo é constituído de movimentos.

Sendo a vida constituída de movimentos, nosso sistema vibracional também funciona da mesma maneira. Portanto quando nossos Odus, ou seja, nosso campo vibracional está em frequência inadequada, começam a acontecer desarmonias e conflitos na vida do indivíduo.

O que gera a frequência inadequada?

Conflitos emocionais, mentais, desentendimentos entre colegas de trabalho, desarmonias na família, relacionamentos amorosos, ou então, quando uma outra pessoa deseja algo de nossa vida, dando origem a inveja.

Há ainda uma outra causa, esta não é de responsabilidade do indivíduo, mas gerada por terceiros, são os casos de feitiçaria. Quando uma pessoa realiza trabalhos de magia com a finalidade de prejudicar o próximo.

Todos os seres humanos têm plenos direitos de vibrar, alternando as frequências positivas e negativas, esta situação também é conhecida como livre arbítrio, quando o ser humano opta por tomar determinada atitude causando um resultado positivo ou negativo.

Suas ações trarão consequências que podem beneficiar ou não sua vida.

Um dos malefícios causados por este desequilíbrio energético do indivíduo é a conhecida ANTIPATIA. Este sentimento é o reflexo de quando uma das partes está desequilibrada ou quando as duas partes estão fora de seu eixo, ocasionando uma situação ainda pior, pois há o choque de energias.

Quando entramos em contato com uma pessoa e ela não está sintonizada com a mesma vibração dos nossos corpos, queremos vê-la a distância, este sentimento é o que gera a antipatia.

A tendência do ser humano é julgar pelas aparências, a antipatia pode se tornar um sentimento negativo e constante na vida do ser humano, caso ele passe a olhar para o próximo com preconceito, julgando a pessoa por fatores externos.

Para que não ocorra preconceito, temos que entender o conceito.

Do ponto de vista espiritual, temos que analisar a possibilidade de alterar o campo vibratório da pessoa, isso implica em várias análises.

– Analisar a vibração da pessoa, averiguar se ela está em harmonia com os quatro corpos (físico, mental, emocional espiritual).

– Caso seja necessário alterar a frequência energética da pessoa, é preciso prepará-la para tal alteração. Neste caso o trabalho é realizado com apoio de um psicólogo, desta forma cercamos o problema por todos os lados.

TRATAMENTO – No candomblé, quando uma pessoa busca orientação através do oráculo de búzios – a comunicação com o astral e o universo (Orixás) – o sacerdote sintoniza o campo áurico do consulente. Desta maneira podemos detectar se há uma frequência inadequada, se houver alguma negatividade, aconselhamos o consulente a passar por banhos e Ebós.

Ex: É como ir ao medico tratar de uma moléstia física, serão providenciados os remédios. No candomblé, tratamos as moléstias espirituais com banhos de ervas é Ebós.

Por Ricardo Ferreira dos Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE